OEA perde às Farc libertação incondicional de reféns

A OEA aprovou nesta terça-feira em Washington uma declaração na qual pede a guerrilha das Farc e a todos os grupos irregulares colombianos que libertem imediata e incondicionalmente seus reféns, e que negociem com o governo colombiano.

AFP |

A declaração também exorta as "Farc a renunciar à violência e a estabelecer um diálogo com as autoridades colombianas".

"Felicita o povo e o governo da Colômbia" pelo resgate de 15 reféns em poder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, no dia 2 de julho passado.

O texto expressa "apoio aos esforços que vêm sendo empregados pelo Estado colombiano para a conquista definitiva da paz e da segurança do país".

mr/cd/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG