OEA pede que Farc libertem os reféns e renunciem à violência

Washington, 8 jul (EFE).- A Organização dos Estados Americanos (OEA) aprovou hoje uma declaração na qual pede que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) libertem de imediato e sem condições todos os reféns, e pedem à guerrilha que renuncie à violência e estabeleça um diálogo com as autoridades colombianas.

EFE |

No texto da declaração, que recebeu o sinal verde dos 34 países-membros da OEA por aclamação, os Estados qualificam o seqüestro como um "crime atroz" e expressam seu apoio aos esforços do Governo do presidente Álvaro Uribe, para conseguir a paz na Colômbia. EFE cae/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG