OEA pede que direito das mulheres seja abordado na Cúpula das Américas

Washington, 8 mar (EFE).- Por ocasião do Dia Internacional da Mulher, o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, pediu hoje respeito aos direitos das representantes do sexo feminino, um tema que, disse, deveria estar presente na próxima Cúpula das Américas.

EFE |

Insulza afirmou que "a ansiada prosperidade humana, a segurança energética e a sustentabilidade ambiental, objetivos centrais da próxima cúpula, dificilmente poderão ser alcançados sem uma verdadeira democracia na qual perdurem os princípios de igualdade, equidade, justiça social e pleno respeito aos direitos da mulher".

Ele ressaltou que questões como a eliminação da violência contra a mulher, a feminização da pobreza e a diferença salarial entre mulheres e homens são desafios que persistem e temas "cruciais" na agenda da OEA.

Para ele, é preciso "envolver toda a sociedade" na busca de soluções a esses problemas.

"É essencial para conseguir o exercício pleno dos direitos das mulheres, incluindo a participação política e o acesso à tomada de decisões", insistiu Insulza. EFE tb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG