OEA faz minuto de silêncio pelas vítimas do terremoto no Haiti

Washington, 13 jan (EFE).- A Organização dos Estados Americanos (OEA) fez hoje um minuto de silêncio pelas vítimas do terremoto do Haiti antes da reunião de seu Conselho Permanente para analisar a situação no país após o incidente.

EFE |

O encontro debaterá formas de colaborar nos trabalhos de resgate das vítimas e da recuperação das áreas afetadas pelo tremor, de 7 graus na escala Richter, sentido na terça-feira.

Em comunicado divulgado pouco depois da tragédia, o secretário-geral da OEA, José Miguel Insulza, explicou que a organização ativará todos os mecanismos necessários para "contribuir com o que estiver ao nosso alcance para ajudar os afetados por este fenômeno tão catastrófico".

"A desgraça voltou a abater um povo já tão castigado como o haitiano, desta vez na forma de um violento terremoto. Nossos pensamentos estão com as vítimas", disse Insulza.

O Exército brasileiro confirmou hoje que pelo menos 11 militares do país que fazem parte da força de paz da ONU no Haiti (Minustah) morreram em consequência do tremor, e pelo menos outros cinco ficaram feridos.

A médica sanitarista Zilda Arns, fundadora e coordenadora da Pastoral da Criança, ligada à Igreja Católica, também morreu no terremoto que devastou o Haiti. EFE.

elv/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG