OEA convoca sessão extraordinária para avaliar crise em Honduras

Washington, 25 jun (EFE).- A Organização dos Estados Americanos (OEA) convocou para amanhã, a pedido do Governo de Honduras, uma sessão extraordinária de seu conselho permanente para avaliar a difícil situação política no país centro-americano.

EFE |

Concretamente, o embaixador hondurenho na OEA, Carlos Sosa, informará ao Conselho Permanente da organização, que se reunirá às 11h30 (Brasília), "sobre o risco do processo político institucional democrático e o legítimo exercício do poder" em seu país, segundo consta no edital da convocação.

Em declarações à Agência Efe, o embaixador confirmou que o objetivo da reunião é, por um lado, fazer com que o Conselho Permanente da OEA emita uma resolução de pleno apoio às instituições democráticas do país.

Por outro lado, o Governo de Honduras quer que o órgão regional envie uma missão de apoio ao país centro-americano, para facilitar uma aproximação das partes em conflito e ajudar a fortalecer a normalidade institucional e democrática no território.

Segundo disse o embaixador, foi o presidente do país, Manuel Zelaya, quem solicitou a tramitação na OEA da convocação de uma reunião urgente do Conselho Permanente, para tratar das "instituições democráticas hondurenhas, e sobre a devida obediência" de todos os estamentos da Administração ao Governo.

O pedido ocorre em um contexto de certa instabilidade política em Honduras, devido à rejeição em algumas partes da sociedade de uma consulta popular que o presidente pretende realizar neste domingo, visando a uma reforma constitucional que, segundo seus críticos, busca sua continuidade no poder. EFE cae/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG