mãe de todos os erros de Bush - Mundo - iG" /

Ocupação do Iraque mãe de todos os erros de Bush

Por Ulf Laessing e Rania El Gamal KUWEIT (Reuters) - Impor uma ocupação formal sobre o Iraque em vez de colocar rapidamente os iraquianos no comando foi a mãe de todos os erros, mais a maioria dos iraquianos consideram George W. Bush corajoso por ter derrubado Saddam, disse o ministro das Relações Exteriores do Iraque.

Reuters |

Em uma entrevista para discutir o legado do presidente norte-americano em final de mandato que invadiu o Iraque em 2003, Hoshiyar Zebari disse que anos de combates sectaristas nos quais dezenas de milhares de pessoas morreram foram uma consequência da decisão de Bush de impor uma ocupação.

O governo Bush também cometeu outros erros no Iraque, tal como o escândalo de torturas na prisão de Abu Ghraib.

A impopular guerra do Iraque é um grande peso no legado de Bush, algo que ele tentou amenizar nos dias que antecedem a posse de Barack Obama como o novo presidente dos EUA na terça-feira.

"Acho que o maior erro foi mudar a missão da libertação para a ocupação. A mãe de todos os erros eu diria que foi a resolução 1483 do Conselho de Segurança", disse Zebari, referindo-se a uma resolução de maio de 2003 que reconheceu a autoridade estabelecida pelos Estados Unidos e pela Inglaterra como "poderes de ocupação".

"Aquele foi o início de todos os erros seguintes, da violência, das divisões e dos conflitos que surgiram no país", disse à Reuters em uma entrevista no Kuweit.

Depois de derrubar Saddam em 2003, Washington impôs uma ocupação militar formal que durou mais de um ano, durante o qual o país mergulhou rapidamente na violência.

A hostilidade da ocupação foi a gota d'água para insurgentes árabes sunitas e milícias xiitas contra as forças norte-americanas em 2003 e em 2004. Os grupos sectários se voltaram uns contra os outros em 2005, levando a um derramamento ainda maior de sangue que só melhorou depois que Bush enviou mais tropas em 2007.

Imagens chocantes de abusos dos prisioneiros iraquianos por soldados norte-americanos na prisão de Abu Ghraib --como prisioneiros nus em poses degradantes-- também provocaram o aumento da violência, disse Zebari.

"Abu Ghraib foi outro golpe forte, uma falha moral cometida pelo governo Bush, foram erros muito sérios... durante e depois da guerra," disse Zebari.

    Leia tudo sobre: bush

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG