Ocidente receia progresso regional do Irã, diz presidente do Parlamento

Teerã, 11 ago (EFE).- O presidente do Parlamento do Irã, Ali Larijani, disse hoje que a hostilidade dos Estados Unidos com o de Teerã se deve à fraqueza de Washington e ao papel crescente do Irã no contexto regional.

EFE |

"Os EUA e os poderes ocidentais não querem ver o Irã como um país que possua tecnologia moderna", afirmou Larijani em declarações aos jornalistas reproduzidas pela agência oficial "Irna", depois de se reunir com altos funcionários do Ministério da Educação.

As potências ocidentais, acrescentou Larijani, "querem que a ciência seja propriedade sua e estão empenhados em preservar seu monopólio sobre a tecnologia moderna".

Larijani foi assessor de segurança nacional antes de renunciar a esse cargo, no ano passado, depois que transcendessem suas diferenças com o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad.

O programa de desenvolvimento nuclear do Irã, que segundo o Governo de Teerã tem fins pacíficos, levantou as suspeitas de nações ocidentais pela possibilidade de que este país esteja buscando dotar-se de armamento nuclear.

"O problema (dos países ocidentais) é que o povo do Irã fez um grande avanço em vários campos científicos, além de seu desenvolvimento tecnológico para produzir energia nuclear", acrescentou o presidente do Parlamento.

As declarações de Larijani foram conhecidas enquanto vários países ocidentais estudam novas sanções internacionais contra o Governo de Teerã ao se negarem a interromper seu programa de enriquecimento de urânio. EFE nq/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG