Ocidente é em parte responsável pela poluição da China

As emissões chinesas de gases causadores do efeito estufa quase dobraram em cinco anos, mas o Ocidente é em parte responsável por esta poluição liberada por um terço das empresas exportadoras do país, indicou um estudo publicado nesta quinta-feira na revista britânica Energy Policy.

AFP |

"Nosso nível importante de consumo contribui diretamente para o aquecimento climático, em particular se os bens de consumo são fabricados em outros países como a China, um país onde as tecnologias são ineficazes e que depende de energia proveniente do carvão", disse Klaus Hubacek, da Universidade de Leeds, no norte da Inglaterra.

As emissões de CO2 liberadas por empresas que exportam (principalmente para o Ocidente) aumentaram significativamente, passando de 12% do total das emissões de CO2 da China em 1987 a 21% em 2002 depois 33% em 2005, calculou o estudo.

"Não se trata de um problema unicamente chinês. É nossa responsabilidade. Inúmeros países ocidentais já estão atrasados em relação a suas metas de redução de gases do efeito estufa, pior ainda, sua poluição é produzida fora", acrescentou Hubacek.

"Enquanto os chineses aspiram cada vez mais um modo de vida americano, grande consumidor de energia, há riscos de até os avanços tecnológicos para limitar as emissões serem insuficientes no futuro", indicou.

"Confiar somente nos avanços tecnológicos não bastará para estabilizar a poluição na China no futuro. Até as estimativas mais otimistas, com base nas instalações em massa do sistema de captação e estocagem de CO2, dizem que eles irão apenas desacelerar o aumento das emissões", acrescentou o especialista.

O estudo prevê assim três vezes mais emissões de gases do efeito estufa pela China daqui a 2030.

lv/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG