Öcalan adia novamente apresentação do plano sobre conflito curdo

Istambul, 19 ago (EFE).- A apresentação do mapa do caminho sobre uma solução para o conflito curdo, elaborado pelo chefe do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), Abdullah Öcalan, foi adiada novamente, porque os advogados não conseguiram chegar hoje à ilha-prisão de Imrali, onde ele está preso.

EFE |

Durante a semana passada, os advogados de Öcalan não conseguiram chegar a Imrali, apesar de terem tentado duas vezes, devido à ressaca no Mar de Mármara.

Na sexta-feira, quando conseguiram chegar à ilha-prisão, retornaram com as mãos vazias, pois o líder do PKK não tinha terminado os detalhes de sua proposta.

Então anunciaram que hoje, dia da visita semanal que os advogados fazem a Öcalan, receberiam o plano e o divulgariam durante a semana.

O escritório que representa o líder do PKK informou hoje, em comunicado citado pelas televisões turcas, que os advogados pegaram uma embarcação no porto de Gemlik, no sul do Mar da Mármara, para ir à ilha-prisão, mas, após uma hora de viagem, tiveram de retornar, devido a uma avaria.

Os advogados acrescentaram que ainda esta semana tentarão chegar de novo à ilha, para receber o plano de Öcalan que, segundo informações vazadas à imprensa turca, proporá o desarmamento do PKK em troca de maiores direitos e autonomia para os 12 milhões de curdos que vivem na Turquia. EFE amu/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG