Observadores elogiam eleições parlamentares na Moldávia

Moscou, 30 jul (EFE).- As eleições parlamentares antecipadas realizadas na quarta-feira na Moldávia cumpriram os principais padrões democráticos, declararam hoje as missões de observadores da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), do Conselho da Europa e do Parlamento Europeu.

EFE |

Os analistas que supervisionaram a eleição do novo Parlamento moldávio ressaltaram ao mesmo tempo que as forças políticas deste pequeno país, encravado entre Romênia e Ucrânia, devem "continuar as reformas democráticas para recuperar a confiança da sociedade".

"Estou encorajado por como as eleições foram realizadas. Foram cumpridos muitos compromissos perante a OSCE", declarou Petros Efthymiou, o chefe da delegação da Assembleia Parlamentar da OSCE.

Em entrevista na capital moldávia, Chisinau, o analista ressaltou que o país ainda tem "pendentes muitos desafios se não for restabelecida a confiança entre os partidos políticos e os eleitores".

Os comunistas, que governavam a Moldávia desde 2001, cederam o controle do Parlamento nestas eleições à oposição liberal pró-ocidental, que tem maioria suficiente para formar Governo, mas não para escolher na Câmara o chefe de Estado.

Efthymiou ressaltou que na Moldávia "foram criadas as condições para a livre concorrência dos partidos, a campanha eleitoral transcorreu com liberdade e as forças políticas puderam expor suas plataformas aos eleitores".

Entre os pontos negativos, o analista ressaltou as pressões das autoridades sobre os líderes dos partidos opositores e os obstáculos para suas reuniões, assim como a situação privilegiada do Governo nos principais canais de televisão. EFE si/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG