Obra de Goya é arrematada por preço recorde

Londres, 8 jul (EFE).- A obra Bruxas e Mulheres, de Francisco de Goya, tornou-se hoje o desenho mais caro do pintor espanhol após ser vendido por 2,28 milhões de libras (US$ 4,49 milhões) em um leilão realizado na Casa Christies em Londres.

EFE |

"É um recorde do artista em um trabalho sobre papel", confirmou à Agência Efe um porta-voz da Christie's.

A obra pulverizou a anterior marca de Goya (1746-1828), fixada em 1,46 milhão de libras (quase US$ 3,4 milhões) pagos em dezembro de 2006 na sede londrina da Christie's pelo Ministério da Cultura espanhol.

"Bruxas e mulheres" é um dos três "desenhos perdidos" do gênio espanhol, que foram redescobertos após 130 anos em uma coleção privada suíça e que são oferecidos hoje em leilão.

O segundo desenho, "Arrependimento", foi adquirido por 959,6 mil libras (US$ 1,8 milhão), e o terceiro, "O policial Lampinos costurado dentro de um cavalo morto", foi leiloado por 769,2 mil libras (US$ 1,5 milhão).

Segundo a Christie's, as obras foram vistas em público pela última vez em um leilão de 105 desenhos do artista espanhol realizado em Paris, em 1877.

Os desenhos, que estavam perdidos e foram encontrados em excelente estado de conservação, formam o grupo mais importante a ser leiloado do artista nos últimos 30 anos.

Seus proprietários entraram recentemente em contato com os analistas da casa de leilões, que confirmaram a autenticidade das obras.

Os desenhos conservam os suportes elaborados especificamente para o leilão e é possível ver os pequenos buracos que foram feitos na parte superior de cada suporte para pendurá-los no Hotel Drouot. EFE pa/fh/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG