Washington, 4 jan (EFE).- A obesidade nos Estados Unidos se transformou em um fator de risco para a saúde tão ou mais grave que o consumo de tabaco, afirmou um estudo divulgado hoje pela Revista American Journal of Preventive Medicine.

Números de organismos do Departamento de Saúde indicam que aproximadamente 60% da população do país sofre com excesso de peso ou é obesa.

Isso representa um aumento no número de doenças cardiovasculares, diabetes e alguns tipos de câncer e, por consequência, um aumento nas despesas de saúde.

Segundo cientistas da Universidade de Colúmbia e do City College de Nova York, a análise de entrevistas a mais de 3,5 milhões de pessoas, realizadas entre 1993 e 2008, determinou que a obesidade se transformou em um perigo tão grave para a saúde como o consumo do tabaco.

As entrevistas incluíram perguntas sobre a qualidade de vida, problemas de saúde, assim como um estudo sobre saúde mental e física da população em geral. EFE ojl/fm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.