Presidente participará de cerimônia em homenagem às vítimas do 11 de Setembro, quatro dias após morte de Bin Laden

Local onde ficavam as torres do World Trade Center, em Nova York (04/05)
Reuters
Local onde ficavam as torres do World Trade Center, em Nova York (04/05)

Quatro dias após a morte do terrorista Osama bin Laden , o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, visitará nesta quinta-feira o "Marco Zero" em Nova York, a área onde ficavam as torres do World Trade Center que foram alvos de ataque em 11 de setembro de 2001.

Obama deve depositar uma coroa de flores no local e conversar com familiares das vítimas dos ataques da Al-Qaeda. Segundo a Casa Branca, não há previsão de que ele faça um discurso.

Obama convidou o ex-presidente George W. Bush para participar da cerimônia, mas ele recusou . Segundo seu porta-voz, David Sherzer, o ex-líder "decidiu ficar afastado dos holofotes na pós-presidência". "Ele celebra com todos os americano essa importante vitória na guerra contra o terror", afirmou Sherzer, em comunicado.

Os ataques de 11 de Setembro deixaram quase 3 mil mortos, a maioria em Nova York, e aconteceram no início do mandato de Bush.

Na segunda-feira, o ex-presidente afirmou que a morte de Bin Laden era uma "vitória" para os Estados Unidos, que teriam enviado a mensagem de que "a justiça será feita, não importa quanto tempo seja necessário".

Bush foi informado da morte de Bin Laden durante um telefonema feito por Obama.

"Eu o felicitei, assim como felicito aos homens e mulheres de nossas forças militares e das comunidades de inteligência que dedicaram suas vidas a esta missão", disse o ex-líder, em comunicado.

Desde que deixou o poder, em 2009, Bush tem se mantido fora dos holofotes. Mas no ano passado, ensaiou uma volta à cena pública com o lançamento de sua autobiografia, "Decision Points", na qual defendeu algumas das decisões mais polêmicas de seu governo.

Com Reuters e EFE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.