determinante dos EUA - Mundo - iG" /

Obama visita Turquia, aliado determinante dos EUA

O presidente americano, Barack Obama, chegou neste domingo a Ancara para uma visita de dois dias à Turquia, aliada determinante dos EUA e único país muçulmano da Otan.

AFP |

Obama, que realiza na Turquia a última etapa de seu giro na Europa, chegou às 21H10 (15H10 de Brasília) ao aeroporto de Esenboga, procedente de Praga, segundo as televisões turcas.

Após reuniões segunda-feira em Ancara com dirigentes turcos e um discurso no Parlamento, Obama vai a Istambul, onde assistirá o Fórum da Aliança das Civilizações e se encontrará com autoridades religiosas e estudantes.

"O presidente reafirmará sua idéia de que a Turquia é um aliado determinante e constitui parte importante da Europa. Quis ir à Turquia porque acredita que é preciso reativar as relações entre os dois países", declarou à imprensa um membro da delegação americana.

As relações entre EUA e Turquia foram abaladas em 2003, após a intervenção militar americana no Iraque.

"O presidente abordará o progresso das reformas democráticas na Turquia e reafirmará o apoio americano ao pedido de Ancara para ingressar na União Européia", destacou o funcionário.

Em Praga, Obama defendeu a adesão da Turquia à UE, ideia à qual se opõem vários países do bloco, como França e Alemanha.

"Os Estados Unidos e a Europa devem tratar os muçulmanos como amigos, vizinhos e sócios na luta contra a injustiça, a intolerância e a violência", afirmou.

Segundo o funcionário americano, Obama quer examinar os desafios regionais comuns, como "a ameaça terrorista, a guerra no Afeganistão, as relações com Irã, e o objetivo compartilhado de uma paz duradoura entre Israel e seus vizinhos".

A Turquia ocupa uma posição estratégica entre Europa, Oriente Médio e o Cáucaso. Aliado de Israel, é um intermediário nas negociações entre israelenses e sírios, e tem fronteiras com Iraque e Irã.

A luta contra os rebeldes curdos da Turquia, que têm bases no território iraquiano, e a questão armênia também devem ser analisadas durante a visita de Obama.

Ancara quer que Obama não classifique de genocídio os massacres de armênios por parte do império otomano (1915-1917), como fez durante sua campanha eleitoral.

A Turquia, único país muçulmano da Otan, é o segundo maior contingente militar da Aliança, superado apenas por Estados Unidos.

ms/lm/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG