WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que não conseguiu atrair muito apoio bipartidário no seu primeiro ano de mandato, aceitou receber deputados da oposição republicana ao iniciar seu segundo ano de mandato, disse um dirigente partidário na terça-feira. Os republicanos da Câmara são gratos por o presidente dos Estados Unidos ter aceitado nosso convite (para um encontro neste mês), disse em nota o presidente da Conferência Republicana da Câmara, Mike Pence.

De acordo com ele, a bancada está ansiosa para "apresentar ao presidente nossas propostas para proteger nossa nação, criar empregos, controlar os gastos federais, reduzir o custo da saúde, alcançar a independência energética e fortalecer as famílias".

Obama falará no retiro dos deputados republicanos, que irá de 28 a 30 de janeiro em Baltimore, segundo um assessor de Pence.

Um assessor da Casa Branca confirmou que o presidente democrata aceitou se reunir com a bancada oposicionista.

Os republicanos se queixam de que Obama estaria fechado ao diálogo; já os parlamentares democratas acusam seus rivais de serem membros do "Partido do Não" e de se recusarem à cooperação.

(Reportagem de Thomas Ferraro)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.