O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta quinta-feira, no México, que vai esperar para ver se Cuba está disposta a mudar, antes de adotar novas medidas em relação à Ilha, e advertiu que nada ocorrerá da noite para o dia.

Em entrevista coletiva no México, após se encontrar com o presidente Felipe Calderón, o líder americano revelou que pretende "ver se Cuba também está disposta a mudar" para melhorar as relações entre os dois países.

Antes de viajar ao México e à Cúpula das Américas, em Trinidad e Tobago, Obama suspendeu as restrições sobre viagens e o envio de dinheiro de cubanos-americanos à Ilha, medida vigente há três décadas.

Em Trinidad e Tobago, muito países latino-americanos pretendem pedir a Washington a suspensão do embargo imposto pelos Estados Unidos à Cuba em 1962.

dk/LR/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.