Obama vai agilizar investimentos de programa de estímulo econômico

Washington, 16 fev (EFE).- O Governo dos Estados Unidos informou nesta terça-feira que vai agilizar os investimentos do programa de estímulo econômico, que na quarta completará um ano e que criou ou salvou cerca de dois milhões de empregos, segundo seus cálculos.

EFE |

Em 17 de fevereiro de 2009, o presidente Barack Obama assinou a lei que pôs em suas mãos US$ 787 bilhões para incentivar a atividade econômica.

Até agora o Governo usou US$ 300 bilhões em despesa extraordinária e reduções tributárias, a um ritmo de US$ 27 bilhões ao mês, segundo relatório apresentado hoje pelo vice-presidente, Joseph Biden, que coordena o programa.

Seu objetivo é empregar US$ 551 bilhões de dólares até o final de setembro. Para isso, o Governo prevê desembolsar pelos menos US$ 32 bilhões por mês a partir de agora, principalmente mediante mais reduções de tributos dirigidas às empresas e contribuintes.

Entre os projetos que receberão financiamento este ano estão linhas de ferrovia de alta velocidade, modernização da rede elétrica e pesquisa no campo da saúde.

Segundo o Governo, o plano criou ou evitou que se perdessem entre 1,4 e 2 milhões de postos de trabalho até o final do ano passado, enquanto o Escritório de Orçamentos do Congresso, uma agência autônoma da Legislatura, eleva o número para 2,4 milhões, segundo o relatório. EFE cma/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG