CHICAGO - Menos de uma semana depois de vencer as eleições presidenciais norte-americanas, Barack Obama vai a Washington nesta segunda-feira para ouvir do atual presidente, George W. Bush, os desafios que o esperam a partir do dia 20 de janeiro.

Obama, 47, que venceu as eleições depois de dois anos de campanha prometendo "mudança" - principalmente em relação às políticas econômica e externa de Bush -, vai deixar a política de lado no encontro.

AP
Presidente eleito, Barack Obama, vai nesta segunda à Casa Branca

Acompanhado pela mulher, Michelle, a visita de Obama durará cerca de 90 minutos. A família conhecerá a casa que se tornará seu novo lar e, então, Bush e Obama se sentarão para discutir questões relacionadas à passagem de poder, aos problemas da economia norte-americana e à guerra no Iraque.

Bush, cuja baixa popularidade ajudou Obama e o Partido Democrata a vencer as eleições, disse que vai fazer o que puder para ajudar Obama na transição.

"Garantir que essa transição ocorra sem falhas é uma prioridade importante nos meu tempo restante no gabinete", disse Bush no sábado, em seu discurso semanal no rádio.

"Nas próximas semanas, vamos pedir a autoridades administrativas que informem a equipe de Obama sobre as principais políticas em curso, do mercado financeiro à guerra no Iraque", disse.

Bush disse que manterá Obama informado sobre decisões importantes que tomar nos próximos dois meses, particularmente em questões como a economia e o Iraque.

'Bush ainda é presidente'

Obama deixou claro que Bush é o presidente até o dia 20 de janeiro e disse que buscará formar um governo rapidamente e se preparar para "já chegar trabalhando" quando tomar posse.

Bush convidou líderes mundiais a Washington na sexta-feira e sábado
para uma conferência mundial sobre a economia. Obama e sua equipe se recusaram a participar. Obama apoia um novo pacote de estímulo à
economia e a Casa Branca de Bush concorda com essa ideia.

Leia mais sobre eleições nos EUA


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.