Obama toma cerveja com professor negro e policial que o prendeu

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e seu vice, Joe Biden, se reuniram nesta quinta-feira com os principais envolvidos na primeira polêmica racial de sua administração: um professor universitário negro e o policial branco que o prendeu.

Redação com AFP |

AFP
Da esquerda para a direita, Biden, Gates, Crownley e Obama tomam cerveja
A partir da esquerda, Biden, Gates, Crownley e Obama tomam cerveja

Antes da reunião, o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, tinha dito que o encontro não tinha o objetivo de anunciar uma grande iniciativa contra o racismo, prestar esclarecimentos sobre o incidente de 16 de julho, ou obter um pedido de desculpas de qualquer um dos atores envolvidos na controvérsia.

"Nenhum projeto legislativo acompanhará este encontro. Depois de ter conversado por telefone com estes dois homens bons e honestos, ele só espera que sua iniciativa favorecerá o diálogo entre ambos", explicou Gibbs.

A "cúpula da cerveja" vai reunir os três atores de uma polêmica provocada por um incidente que nunca teria atingido tais proporções se o principal protagonista não fosse um amigo de longa data do presidente e se Obama não tivesse, diante de milhões de telespectadores, qualificado de "estúpida" a atitude do sargento Crowley.

As circunstâncias da detenção do professor Gates ainda não foram totalmente esclarecidas. Em 16 de julho, o especialista em estudos afro-americanos da Universidade de Harvard foi detido em sua casa, depois de arrombar a porta por não encontrar suas chaves.

A polícia da pequena cidade de Cambridge (Massachusetts, nordeste dos EUA), foi acionada por uma vizinha, que denunciou a possibilidade de um assalto. Gates afirma que nunca teria sido tratado desta forma se não fosse negro. Crowley, por sua vez, diz ter sido xingado e acusado de racismo.

Diante da polêmica provocada por suas declarações, Obama disse ter errado ao classificar de "estúpida" a intervenção do policial. Ele ligou para os dois homens, e asso, surgiu a ideia do encontro.

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG