Obama tenta ressuscitar reforma da imigração em discurso

No primeiro pronunciamento especificamente sobre o tema, presidente americano defenderá reforma migratória integral

iG São Paulo |

O presidente dos EUA, Barack Obama, defenderá nesta quinta-feira a necessidade de uma integral reforma migratória, iniciativa que se mantém travada no Congresso, em seu primeiro discurso dedicado exclusivamente ao tema desde que assumiu o cargo, em janeiro de 2009. A reforma da imigração é uma das promessas de campanha do presidente.

Segundo o porta-voz da Casa Branca Bill Burton, o pronunciamento não conterá anúncios ou novidades políticas, com Obama tendo decidido fazê-lo por causa da discussão desatada sobre a polêmica lei de imigração do Arizona.

A legislação, que entra em vigor em 29 de julho, torna crime a presença de imigrantes ilegais no Estado e dá à polícia o poder de parar, revistar e exigir documentos de qualquer pessoa sobre a qual paire “suspeita razoável”.

"Achamos que é um bom momento para Obama falar aos americanos claramente sobre suas opiniões sobre a imigração", afirmou o porta-voz.

Burton disse que o presidente acredita que o debate diz respeito "à responsabilidade para garantir a segurança da fronteira, dos empresários que contratam imigrantes ilegais e daqueles que estão no país ilegalmente".

O presidente americano quer uma lei bipartidária que reforce as fronteiras dos EUA e legalize, após cumprir com certos requisitos, os 11 milhões de imigrantes ilegais que vivem nos EUA, a maior parte deles de origem hispânica. A Casa Branca admite que não conta com os votos necessários para aprovar uma reforma migratória no Congresso, onde propostas similares fracassaram em 2006 e 2007.

*Com EFE e AFP

    Leia tudo sobre: EUAimigraçãoArizonabarack obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG