Obama tenta mudar cara do Supremo e nomeia 1ª hispânica

Macarena Vidal. Washington, 26 mai (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, designou hoje a juíza Sonia Sotomayor, de Nova York, para cobrir a vaga deixada na Suprema Corte por David Souter e se tornar, assim, a primeira hispânica no tribunal mais alto do país.

EFE |

Para escolher Sotomayor, Obama levou em conta não só seu desempenho como juíza, mas também sua história pessoal, como indicou ao fazer o anúncio na Casa Branca, onde afirmou que "tão impressionante e significativa como as brilhantes credenciais legais de Sotomayor é sua própria história".

Obama já tinha dito anteriormente que se inclinava por um juiz que levasse muito em conta as consequências de suas decisões sobre o povo.

"O que Sonia fornecerá ao tribunal não será só o conhecimento e a experiência adquiridos durante o transcurso de uma carreira legal brilhante, mas a sabedoria acumulada em todo um trajeto de vida inspirador", declarou o presidente.

Sotomayor é desde 1998 juíza federal do Tribunal de Apelações do Segundo Distrito dos EUA, em Nova York, e conta com ampla experiência tanto em magistratura, como trabalhando no setor privado.

A vida de Sotomayor começou na região do Bronx, em Nova York, onde foi criada em um conjunto habitacional como filha de imigrantes porto-riquenhos.

Quando tinha nove anos, perdeu o pai. Sua mãe, Cecilia, assumiu a criação de Sonia e de seu irmão Juan.

Na cerimônia, Sotomayor prestou homenagem à mãe, que estava presente. "Sou apenas a metade do que ela é", assegurou.

Graças a uma série de bolsas de estudos, Sotomayor conseguiu estudar Direito e se graduar na Universidade de Princeton, em 1976.

Ao longo da carreira, Sotomayor trabalhou como assistente na Promotoria do Distrito Sul de Nova York, e como advogada em escritórios particulares da cidade.

Em 1992, se transformou na juíza mais jovem e na primeira magistrada hispânica do estado de Nova York e, cinco anos depois, chegou ao Tribunal de Apelações do 2º Distrito Federal.

Em discurso na Casa Branca, Sotomayor se mostrou de acordo com Obama sobre a importância da empatia na hora de julgar.

"Meu objetivo é não esquecer nunca as consequências reais das minhas decisões entre os indivíduos, as empresas e o Governo", disse.

Sua nomeação como nova juíza do Supremo está condicionada à aprovação do Senado.

Caso confirmada a nomeação, ela será a segunda mulher no Supremo, junto a Ruth Baader Ginsburg, e apenas a terceira na história.

Segundo explicaram hoje altos funcionários da Casa Branca, Obama entrevistou pessoalmente os quatro finalistas para o cargo na terça e na quinta-feira da semana passada.

Sotomayor foi recebida na quinta por Obama durante uma hora no Salão Oval. Na sexta, o presidente indicou a seus assessores que sentia uma certa inclinação, mas que queria meditar durante o fim de semana.

A decisão final, como indicaram os altos funcionários, aconteceu ontem à noite, quando Obama ligou para Sotomayor para informar sobre sua escolha.

Segundo explicaram, o fato de a juíza ser hispânica, a última minoria ausente no Supremo, "sem dúvida é algo positivo", mas o "fundamental" foi a história de vida, "a luta para superar as dificuldades".

Sotomayor começará na próxima semana seus contatos com os senadores para preparar sua audiência de confirmação, que a Casa Branca quer que ocorra antes do recesso de férias do Congresso em agosto próximo.

O objetivo de Obama é que a juíza possa ocupar o assento que será deixado em junho por Souter, na primeira segunda-feira de outubro, quando o Supremo retomará suas sessões.

Até o momento, a oposição republicana mostrou a intenção de oferecer um processo imparcial à juíza.

Caso confirmada, se espera que Sotomayor se alinhe na ala mais progressista do tribunal, onde Souter também se encontrava.

Aos 54 anos, Sotomayor é jovem o suficiente para representar um voto progressista durante muito tempo nesse tribunal, onde seus membros têm caráter vitalício. EFE mv/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG