Obama tem profunda divergência com Cheney sobre segurança dos EUA

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou que tem uma profunda divergência em termos de segurança nacional com o ex-vice-presidente republicano Dick Cheney, que criticou em várias oportunidades a política do atual governo democrata.

AFP |

"Eu penso que no que diz respeito ao vice-presidente Cheney, ele e eu temos um profudo desacordo sobre o que é necessário para manter a população americana segura", declarou Obama em uma entrevista exibida pelo canal CBS.

"Eu penso que a divergência foi ampliada e, certamente, ele tem o direito de expressar suas opiniões. Eu argumentaria que nossas políticas estão dando mais segurança ao povo americano, e que algumas das políticas que ele promove no passado não", completou Obama.

Cheney teve um papel preponderante na autorização de técnicas de interrogatório como o "submarino" (simulação de afogamento) durante o governo de George W. Bush. Recentemente ele declarou que a decisão de Obama de renunciar a estas técnicas e fechar a base de Guantánamo transformaram os Estados Unidos em um país "menos seguro".

sg/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG