Obama se une a Seul por resposta firme a foguete norte-coreano

Londres, 2 abr (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o chefe de Estado da Coreia do Sul, Lee Myung Bak, se mostraram hoje de acordo sobre apresentar uma resposta firme e unida caso Pyongang decida realmente lançar o que parece ser um míssil balístico.

EFE |

Os dois líderes se reuniram durante meia hora antes da Cúpula do Grupo dos Vinte (G20, que reúne os países mais ricos e os principais emergentes), que acontece hoje em Londres.

A pretensão da Coreia do Norte de lançar o foguete, que diz que levará um satélite de telecomunicações, centrou a reunião entre Obama e Lee.

Em comunicado divulgado após a reunião, a Presidência sul-coreana afirmou que os dois líderes tinham acordado colaborar com uma reação conjunta ao lançamento.

As ameaças da Coreia do Norte fizeram também parte das conversas que Obama havia tido na quarta-feira com o presidente da China, Hu Jintao, e o chefe de Estado russo, Dmitri Medvedev.

A Coreia do Norte anunciou seus planos de lançar um satélite de telecomunicações entre 4 e 8 abril, em meio a suspeitas de que a ação possa ocultar o teste de um míssil de longo alcance Japão, Coreia do Sul e Estados Unidos acreditam que o lançamento, seja de um míssil ou de um satélite, violaria uma resolução do Conselho de Segurança da ONU, pois a tecnologia necessária para ambos os casos é muito similar. As três nações acordaram uma "colaboração próxima" caso realmente ocorra o teste. EFE mv/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG