Washington, 18 set (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, terá reuniões bilaterais com o presidente da China, Hu Jintao, o russo, Dmitri Medvedev, e o primeiro-ministro japonês, Yukio Hatoyama, durante sua visita a Nova York para participar da Assembleia Geral da ONU na próxima semana.

Por outro lado, não vai acontecer um encontro trilateral entre Obama e o líder palestino, Mahmoud Abbas, e o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanhayu - um objetivo que tinha Washington contemplava -, depois que o enviado americano ao Oriente Médio, George Mitchell, deixou hoje a região sem conseguir avanços em suas negociações.

Segundo informou hoje em entrevista coletiva na Casa Branca a embaixadora dos EUA nas Nações Unidas, Susan Rice, Obama, que chegará na segunda-feira a Nova York, participará na terça-feira da cúpula especial sobre mudança climática convocada pelo secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon.

Esse mesmo dia manterá uma reunião com representantes de países subsaarianos para analisar "como colaborar para fortalecer a economia e o desenvolvimento social".

Ainda verá Hu, em um encontro que acontece apenas dez dias depois que o Governo dos EUA anunciou a imposição de fortes tarifas contra os pneus de procedência chinesa.

Obama vai discursar pela primeira vez perante a Assembleia Geral da ONU na quarta-feira com uma fala na qual, segundo Rice, exporá "como concebe a cooperação internacional, apelando para se avançar além das divisões atuais para abordar os desafios comuns e lembrará que todos tem responsabilidades mútuas para progredir".

Nesse mesmo dia participa de uma recepção aos países que fornecem tropas às forças de paz da ONU e no almoço anual que Ban oferece aos chefes de Estado e Governo que participam da Assembleia, antes de conversar com Medvedev.

Nessa reunião abordarão assuntos como o programa nuclear iraniano e, sobretudo, o novo sistema de defesa antimísseis que Obama anunciou em substituição ao escudo que tinha sido projetado pelo Governo do presidente George W. Bush.

Na quarta-feira também se reunirá com o primeiro-ministro japonês, a primeira vez em que ambos se verão após a chegada ao poder de Hatoyama.

A visita do presidente americano à ONU termina na quinta-feira, quando presidirá uma reunião do Conselho de Segurança em nível de chefes de Estado e de Governo, a quinta na história que acontece e a primeira liderada por um presidente dos EUA.

Essa reunião se centrará na luta contra a proliferação nuclear, declarou Rice. EFE mv/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.