Obama se reúne com líderes de Indonésia, Índia e Japão

"Obama quer continuar a estreita coordenação que mantivemos em uma série de assuntos", segundo a Casa Branca

EFE |

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, tratará neste domingo assuntos como o programa nuclear norte-coreano ou a situação no Afeganistão em reuniões bilaterais com os líderes de Indonésia, Índia e Japão, à margem da Cúpula do Grupo dos 20 (G20, países industrializados e principais emergentes).

Obama começará a jornada com um café da manhã com o presidente da Indonésia, Susilo Yudhoyono, depois que foi obrigado a adiar em duas ocasiões uma visita a esse país, no qual passou parte de sua infância.

"Obama quer continuar a estreita coordenação que mantivemos em uma série de assuntos", segundo a Casa Branca.

O presidente americano também terá uma reunião bilateral com o primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, com o qual tratará assuntos como a situação no Afeganistão, a luta contra a proliferação nuclear ou a situação econômica global.

Obama deve visitar a Índia em novembro próximo, segundo anunciou ele mesmo recentemente. A rodada de reuniões bilaterais terminará com um encontro com o novo primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, para fazer contato com ele após sua chegada ao poder este mês deste chefe de Governo.

Ambos tratarão a situação na península coreana depois do afundamento da corveta sul-coreana "Cheonan", que uma investigação internacional atribuiu a um torpedo norte-coreano.

Os dois líderes tratarão também sobre a situação econômica, que levou os EUA a reivindicar ao Japão que faça mais para incentivar sua demanda interna e depender menos das exportações para outros países.

Além disso, tratarão sobre o acordo para manter a base militar americana de Futenma na ilha de Okinawa, que custou o posto ao antecessor de Kan, Yukio Hatoyama, que tinha chegado ao poder com a promessa de fechar essa base. Kan disse que apoia o acordo e expressou seu interesse em fortalecer a aliança estratégica entre EUA e Japão.

Além de manter estas reuniões bilaterais, Obama participará também das sessões plenárias do G20, antes de dar por encerrada sua participação na Cúpula.

    Leia tudo sobre: ObamaÍndiaJapãoIndonésia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG