Obama se reúne com familiares de vítimas do terrorismo

O presidente dos EUA, Barack Obama, teve nesta sexta-feira um emocionado encontro com os parentes das vítimas do ataque ao navio USS Cole e dos atentados do 11 de Setembro, para explicar sua decisão de fechar o presídio de Guantánamo.

AFP |

A Casa Branca informou que a reunião, com cerca de 40 familiares, durou uma hora e, nela, o presidente disse a seus convidados que convocou o encontro para "iniciar o diálogo" sobre o fechamento do símbolo da "guerra contra o terror".

O pai de Kenneth Clodfelter, John, cujo filho morreu no ataque ao "USS Cole" admitiu que chegou com uma opinião "negativa" do plano de fechamento, mas Obama conseguiu, finalmente, convencê-lo.

O comandante reformado Kurt Lippold, que estava no comando do "USS Cole" durante o ataque, no qual 17 marines morreram, descreveu a reunião como "muito emocionante".

Em uma nota, a Casa Branca afirmou que Obama "deixou claro que sua principal responsabilidade é manter os americanos a salvo".

col/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG