Obama se orienta pelo legado de Lincoln

Um século e meio depois da luta do presidente Abraham Lincoln (1809-1865) contra a escravidão, a vitória de Barack Obama, o primeiro presidente negro dos Estados Unidos, parece trazer um novo clima ao país.

AFP |

"Lincoln ficaria chocado de ver uma pessoa de cor se tornar líder do mundo livre", comentou Brian Andrews, de 55 anos, assistente social na comunidade negra, aos pés do Memorial Lincoln, na capital americana.

Um painel de madeira foi instalado não muito longe da imensa estátua do 16º presidente americano, no qual os visitantes podem deixar mensagens de felicitações pela vitória, na terça-feira, do senador democrata por Illinois.

Esse monumento de majestosas colunas é dedicado ao presidente Lincoln, que se opôs à escravidão e se esforçou, a partir de 1861, para manter a unidade do país durante uma sangrenta guerra civil.

Nas horas que se seguiram à eleição histórica de Barack Obama, a imagem de Abraham Lincoln tomou um novo significado aos olhos dos correligionários do presidente eleito.

Brian Andrews acredita que a missão do novo presidente seja parecida com a de Abraham Lincoln. "Depois da guerra, ele era o homem que deveria unificar o país, dizendo 'nós somos os Estados Unidos'. É o mesmo tipo de mensagem de Obama", comentou.

Barack Obama já citou Lincoln como um de seus heróis.

Na sexta-feira, em sua primeira entrevista coletiva como presidente eleito, Obama revelou que entre as leituras que o ajudaram a preparar sua presidência estavam os escritos de Abraham Lincoln, "sempre uma fonte de inspiração extraordinária".

Freqüentemente, Obama e Lincoln são comparados: ambos foram advogados e senadores por Illinois, embora Lincoln fosse republicano (moderado).

Imediatamente após sua vitória, Obama citou esse símbolo da História americana em seu discurso em Chicago (Illinois). "Não somos inimigos, mas amigos. Embora a paixão nos tenha colocado em lados opostos, isso não deve destruir nossos laços afetivos", declarou Obama, diante da multidão.

"Guiar-se pelo legado de Lincoln estabelece um nível bastante alto. Lincoln é muito venerado por tantos americanos por seu papel na abolição da escravatura e a preservação da união do país", comenta a professora de História na Universidade Amherst de Massachusetts Barbara Krauthamer.

"Reivindicar essa herança e citá-la em seu discurso de vitória é, realmente, um ato de homenagem", disse a pesquisadora à AFP.

rlp/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG