O pré-candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos Barack Obama ultrapassou a sua rival, Hillary Clinton, pela primeira vez no que diz respeito ao número de superdelegados que declararam apoio a ele.

Quatro superdelegados - dirigentes do partido que podem, em última instância, decidir a disputa - anunciaram seu apoio a Obama, incluindo dois que antes haviam apoiado Hillary Clinton.

Contando os outros nove que haviam declarado seu apoio a Obama na sexta-feira, o candidato tem agora 275 superdelegados contra 271 de Hillary.

Obama também está na frente no número de delegados obtidos nas primárias até agora.

Convenção

Obama teve uma vitória convincente na terça-feira na primária da Carolina do Norte, enquanto Hillary venceu apertado na Indiana.

Outros seis Estados realizarão primárias antes da convenção do Partido Democrata em agosto, quando o candidato será oficialmente escolhido.

Os quase 800 superdelegados participam automaticamente da convenção e podem votar no candidato que quiserem.

Clinton tinha uma liderança impressionante em termos de apoio dos superdelegados antes da primeira primária, em Iowa, em janeiro.

Mas uma série de vitórias para Obama acabou convencendo muitos deles a mudar de lado.

'Provável candidato'

Na sexta-feira, o ex-pré-candidato democrata John Edwards disse que Obama é, agora, o "provável candidato presidencial" do partido.

Mas ele não chegou a declarar seu apoio a Obama.

Com temores de que uma campanha longa possa prejudicar o partido aumentando, os dois pré-candidatos têm dito que irão trabalhar para unir os democratas antes das eleições de novembro.

Clinton é a favorita para vencer a próxima primária, na Virgínia Ocidental, na terça-feira. As primárias seguintes serão realizadas em Oregon e Kentucky no dia 20 de maio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.