Washington, 8 jan (EFE).- O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, conversou na quarta-feira com o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, em um gesto de cortesia pelas felicitações que recebeu do chileno após sua vitória nas eleições de novembro.

Em um breve comunicado, a OEA disse que o telefonema foi dado ontem. Porém, detalhes da conversa não foram divulgados.

Fontes da equipe de transição de Obama disseram à Agência Efe que o telefonema foi uma "cortesia" pelas felicitações que Insulza transmitiu ao democrata após as eleições presidenciais de 4 de novembro.

Um dia após a vitória de Obama, o secretário-geral da OEA enviou uma carta manifestando sua intenção de s unir ao presidente eleito "na abertura de um novo capítulo de cooperação e associação" na região. Além disso, parabenizou-o por sua vitória e assegurou que "sua eleição desperta uma imensa esperança na América".

"Sob sua liderança, os EUA utilizarão efetivamente o sistema multilateral moderno e as fortalezas de nossa comunidade hemisférica para encarar nossos desafios comuns", escreveu Insulza, que lembrou a Obama que sua eleição "representa uma oportunidade única para uma agenda positiva na América". EFE cai/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.