Obama responde perguntas de internautas em evento transmitido ao vivo pela internet

Em um evento transmitido pelo site da Casa Branca nesta quinta-feira, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, respondeu perguntas enviadas por internautas e feitas ao vivo por uma plateia.

Redação |

AP
Obama responde perguntas de internautas

Obama responde perguntas de internautas

Na terça-feira, Obama convidou os americanos a enviarem perguntas, sobretudo referentes à economia, por uma sessão especial do site. Depois de se cadastrar, o internauta podia mandar sua questão ou votar em outras que já tinham sido feitas.

Mais de 92 mil americanos enviaram cerca de 104 mil perguntas ao presidente, e mais de 3 milhões e 600 mil votos foram recebidos.

Uma das questões mais votadas, segundo o próprio Obama, foi se ele achava que legalizar a maconha era uma boa estratégia para melhorar a situação econômica e criar empregos.

"Eu não sei o que a popularidade dessa questão diz sobre o público da internet", brincou, "mas a resposta é não", concluiu, provocando aplausos.

No total, Obama respondeu seis perguntas enviadas pela internet, algumas feitas em vídeo. A economia foi o principal assunto e Obama ouviu mais de um pedido de apoio a pequenos negócios.

Ele recomendou que os americanos tenham paciência, pois a crise econômica deve causar "mais dificuldades" este ano. "Temos que ser pacientes quanto à criação de empregos porque acho que ainda não perdemos todos os empregos que vamos perder nessa recessão", afirmou.

Além da economia, outros temas foram abordados. Ao responder uma questão feita por um internauta de Boston, Obama defendeu seu plano para a educação, que propõe um polêmico sistema de mérito para professores, premiando os que conseguirem bons resultados em sala de aula.

Questionado sobre como iria definir a eficiência de um professor, ele disse que não vai se basear apenas em um teste feito anualmente com os alunos.

Obama disse que vai ouvir os professores para chegar a melhor forma de avaliação, mas que é preciso que maus profissionais, que não respondam às melhorias de salário e formação, possam ser retirados das salas de aula.

Reuters
Obama lê a pergunta de um internauta sobre plano de saúde

Obama lê a pergunta de internauta sobre plano de saúde

Obama também respondeu perguntas de seis pessoas que estavam na plateia. A primeira foi sobre o que Obama faria para ajudar a indústria automobilística dos Estados Unidos a sobreviver, apesar dos erros feitos por muitos dirigentes e empresas do setor nos últimos anos.

O presidente disse que ainda não poderia dar uma resposta muito específica, algo que prometeu para "os próximos dias". Mas afirmou que a ajuda vai depender da disposição da indústria para promover mudanças.

"Todos terão de ceder: acionistas, trabalhadores, fornecedores, todos terão de perceber que o modelo econômico desta indústria é insustentável", afirmou.

Uma enfermeira agradeceu o presidente pela iniciativa. "Como enfermeira, ouço meus pacientes", disse, "então, agradeço a oportunidade de ser ouvida".


Leia mais sobre Barack Obama

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG