O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, renunciou neste domingo a seu mandato no Senado, antes de completar o período de seis anos, após uma meteórica ascensão política que culminou com sua vitória nas eleições presidenciais em novembro.

"Hoje encerro uma jornada para começar outra. Depois de servir ao povo de Illinois no Senado dos Estados Unidos - uma honra e um privilégio dos maiores de minha vida -, renuncio como senador para me preparar para assumir minhas responsabilidades como próximo presidente dos Estados Unidos", declarou Obama em um comunicado, no qual agradece aos eleitores de seu estado adotivo, o Illinois (Obama nasceu no Havaí).

"Com a sua ajuda, somada ao trabalho e ao sacrifício dos americanos de todo o país, sedentos por mudanças e prontos para fazê-las acontecer, tenho fé de que tudo vai ficar bem. E é com esta fé e com as grandes esperanças pelo poder duradouro da idéia americana, que dedico às pessoas de minha amada casa afetuosos agradecimentos", escreveu.

Obama foi eleito para o Senado em 2004, atuando nesta casa do Congresso por dois anos antes de começar sua campanha à presidência.

O substituto de Obama será nomeado pelo governador democrata do Illinois, Rod Blagojevich.

Um dos favoritos é Jesse Jackson Jr., filho do líder na luta pelos direitos civis e ex-candidato a presidente Jesse Jackson.

bur-sg/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.