Obama reitera intenção de fechar Guantánamo e retirar tropas do Iraque

Washington, 16 nov (EFE).- O presidente eleito dos Estados Unidos, o democrata Barack Obama, reiterou neste domingo sua intenção de fechar Guantánamo e retirar as tropas do Iraque, durante sua primeira entrevista televisiva após a vitória eleitoral em 4 de novembro.

EFE |

"Disse de forma reiterada que planejo fechar Guantánamo e farei isso", assegurou o próximo presidente americano em entrevista ao programa "60 Minutes", da "CBS", gravada na sexta-feira em Chicago.

"Disse reiteradamente que os EUA não torturam e vou me assegurar de que não torturamos", insistiu, para acrescentar que isso faz parte do esforço que iniciará para restaurar a autoridade moral dos americanos no mundo.

Além disso, assegurou que assim que chegar à Casa Branca, em 20 de janeiro, se reunirá com seus assessores de segurança nacional e os responsáveis militares e começará a "executar um plano para retirar as tropas" do Iraque.

Outra de suas prioridades na política externa será erradicar o grupo terrorista Al Qaeda "de uma vez por todas".

"Capturar Osama bin Laden é um aspecto crítico no fim da Al Qaeda. Ele não é só um símbolo, é também o líder de uma organização que planeja ataques contra alvos americanos", afirmou.

O próximo governante americano reconheceu que se reuniu recentemente com Hillary Clinton, mas evitou dizer se ela fará parte de seu Governo.

O nome da senadora democrata é um dos mais especulados para o posto de secretária de Estado. EFE tb/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG