Obama reitera compromisso com reforma migratória

Washington, 29 abr (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, reiterou hoje o compromisso de conseguir uma reforma migratória, e prometeu que, para isso, buscará a cooperação dos que estiverem interessados em resolver este problema crucial.

EFE |

"Queremos avançar neste processo. Não podemos continuar com este sistema fracassado. Não é bom para ninguém", ressaltou Obama em entrevista coletiva concedida ao completar 100 dias na Casa Branca.

Calcula-se que cerca de 12 milhões de imigrantes ilegais morem atualmente nos Estados Unidos.

O presidente dos EUA afirmou que é partidário de uma reforma que inclua uma eventual naturalização desses residentes ilegais.

No entanto, destacou que, antes disso, os americanos devem estar convencidos de que está sendo feito todo o possível para garantir a segurança das fronteiras.

Obama indicou que a entrada de trabalhadores ilegais no país se transformou em um fator de pressão nas comunidades fronteiriças e é fonte de uma série de problemas.

Ele disse ter sido consultado sobre sua estratégia em relação à reforma migratória e sobre se está disposto a estudar o tema com o senador republicano John McCain, seu adversário nas eleições de novembro.

"Eu gostaria de me unir a ele e a outros para analisar este problema crucial", indicou.

Obama também afirmou que espera convocar um grupo de analistas para estudar o assunto, "em um marco que sirva para avançar neste processo", e para "mostrar que existe uma estratégia bem concebida".

Além disso, "queremos demonstrar que podemos conseguir resultados sobre a imigração", disse o chefe da Casa Branca. EFE ojl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG