Obama quer endurecer lei de compensações por vazamentos de petróleo

Washington, 10 mai (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, quer endurecer a legislação sobre compensações por danos em caso de vazamentos de petróleo, que atualmente limita esses pagamentos a US$ 75 milhões.

EFE |

Washington, 10 mai (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, quer endurecer a legislação sobre compensações por danos em caso de vazamentos de petróleo, que atualmente limita esses pagamentos a US$ 75 milhões. Segundo a Casa Branca, Obama se reuniu hoje com uma equipe de seu Governo com o objetivo de fazer frente ao derramamento de óleo no Golfo do México, depois do afundamento de uma plataforma operada pela British Petroleum (BP), no dia 22 de abril. Em comunicado, o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, afirmou que o presidente abordou a importância de contar com analistas independentes e de colocar todas as soluções possíveis sobre a mesa. Além disso, encarregou o secretário de Energia, Steven Chu, de comandar uma equipe de altos cargos e de cientistas do Governo para manter um "extenso diálogo" esta semana com a BP sobre possíveis soluções ao desastre. "Como o presidente deixou claro anteriormente, a BP pagará todos os custos para deter o fluxo de petróleo e sua limpeza, e reivindicaremos uma compensação completa por todos os danos causados", disse Gibbs. Além disso, contou que Obama "pediu que enviássemos uma legislação ao Congresso para endurecer e atualizar a lei que impõe um limite à compensação por danos". EFE mv/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG