Obama quer discutir com Rússia redução de arsenais nucleares

Londres, 4 fev (EFE).- O presidente americano, Barack Obama, projeta convocar uma reunião com a Rússia destinada a conseguir uma redução de 80% dos arsenais de armas nucleares dos dois países, informa hoje o diário britânico The Times.

EFE |

O tratado que Obama pretende assinar com as autoridades russas pode reduzir de cinco mil para mil o número de ogivas atômicas de cada potência, diz o periódico.

Um ponto chave da iniciativa é a revisão do plano do Governo Bush de instalar um escudo antimísseis na Europa, o que conta com oposição da Rússia.

As negociações seriam conduzidas a partir do novo Departamento de Estado, chefiado por Hillary Clinton.

Embora nenhuma decisão definitiva sobre o polêmico escudo antimísseis tenha sido tomada, o simples adiamento da instalação do aparato na Polônia e de uma estação de radar na República Tcheca elimina um importante obstáculo para eventuais negociações entre Washington e Moscou.

Obama já havia se comprometido a dar prioridade durante seu Governo à redução de armas nucleares e a iniciativa anunciada pelo jornal "The Times" tem como objetivo substituir o tratado sobre redução de armas estratégicas, negociado por EUA e União Soviética em 1991 e que expira em dezembro próximo. EFE jr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG