Washington, 3 ago (EFE).- O candidato democrata à Casa Branca, Barack Obama, pediu hoje a seu partido que dê pleno poder de voto aos delegados de Flórida e Michigan durante a convenção que será realizada no final de agosto em Denver, no estado do Colorado.

O assunto foi alvo de uma grande polêmica durante as eleições primárias em que Obama e a senadora pelo estado de Nova York Hillary Clinton competiram pela candidatura presidencial democrata.

Tanto Flórida como Michigan anteciparam as eleições primárias sem permissão do partido e foram penalizados inicialmente perdendo o direito de votar na convenção de agosto.

Hillary venceu as primárias nos dois estados, embora nem ela nem Obama tenham feito campanha nesses locais e o senador nem sequer tenha incluido seu nome nas cédulas de Michigan.

O Partido Democrata reconsiderou sua decisão em maio devido, fundamentalmente, à pressão de Hillary e seus seguidores e determinou que todos os delegados de Flórida e Michigan poderiam ir à convenção, embora teriam direito a apenas meio voto cada.

Obama pediu hoje em carta enviada a um comitê do partido, que se reúne em 24 de agosto, que dê um passo além em prol da unidade democrata.

"Acho que a unidade do partido pede que os delegados de Flórida e Michigan sejam capazes de participar plenamente junto com o resto dos delegados dos outros estados e territórios", diz o senador em sua carta. EFE tb/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.