Obama quer convocar cúpula em fevereiro para analisar soluções à crise

Washington, 15 jan (EFE).- O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, pretende convocar uma cúpula de responsabilidade fiscal em fevereiro para analisar possíveis soluções aos problemas econômicos a longo prazo, afirma hoje o jornal The Washington Post.

EFE |

Obama concedeu hoje uma entrevista ao jornal, que já começou a publicar alguns trechos.

O presidente eleito, que assumirá o cargo na próxima terça-feira, "devemos enviar um sinal de que somos sérios" em sua ambição de combater a crise econômica que atravessa o país, a pior desde a Grande Depressão dos anos 1930, de acordo com alguns analistas.

Entre os participantes da cúpula se encontrariam os principais legisladores encarregados de assuntos econômicos no Congresso e analistas de grupos alheios à política, afirmou Obama.

O presidente eleito, que na terça-feira se transformará no primeiro líder negro dos EUA, insistiu em que suas prioridades à frente do país nos primeiros meses serão tirar o país da profunda crise econômica e mantê-lo a salvo de atentados.

O futuro líder trabalha com o Congresso para aprovar um plano que, segundo ele, permitirá criar ou evitar a perda de três milhões de postos de trabalho.

O plano permitirá "estabilizar o paciente", afirmou, mas não quis se pronunciar sobre quando produzirá resultados tangíveis.

"Estamos pisando em solo desconhecido", declarou Obama, que ressaltou que "não tenho uma bola de cristal".

O presidente eleito fez o pronunciamento pouco depois de o Senado ter aprovado a liberação da segunda metade do plano de resgate do sistema financeiro ratificado em outubro e dotado com cerca de US$ 700 bilhões. EFE mv/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG