Obama promulga plano de emendas a reforma na saúde

Washington, 30 mar (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assinou hoje o plano de emendas à reforma no sistema de saúde que promulgou na semana passada, e que agora inclui mudanças substanciais sobre o financiamento do ensino superior no país.

EFE |

Obama esteve hoje numa universidade da cidade de Alexandria, na Virgínia, onde novamente destacou as virtudes da reforma e elogiou os legisladores que tiveram a "coragem" de aprová-la.

O plano de emendas estendeu os subsídios e créditos tributários para a compra de seguro médico, mas também liberou cerca de US$ 68 bilhões para reduzir os custos universitários e o déficit federal na próxima década.

Com a nova lei, o Governo eliminará o papel dos bancos como intermediários na concessão de empréstimos estudantis e aumentará os fundos para um programa de bolsas de estudos.

"Durante muito tempo, nosso sistema de empréstimos estudantis funcionou para os bancos e instituições financeiras. Hoje, finalmente fazemos com que funcione para estudantes e todas as nossas famílias", disse Obama em discurso.

O plano de emendas foi prometido aos deputados democratas da Câmara de Representantes que se negavam a aprovar a reforma na saúde, avaliada em US$ 940 bilhões e que saiu do Senado em 24 de dezembro.

O complicado processo legislativo dos EUA permite introduzir emendas de diferentes temas a uma lei já promulgada, que precisam, porém, ser debatidas e votadas em processo à parte.

Os republicanos, no entanto, prometeram continuar lutando até revogar a reforma sanitária, o que promete dar início a uma acirrada luta pelo controle do Congresso nas eleições legislativas de 2 de novembro. EFE mp/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG