Obama promete fortalecer regulamentação financeira

CHICAGO - O presidente-eleito dos EUA, Barack Obama, prometeu nesta quinta-feira fortalecer as agências reguladoras do setor financeiro e reprimir a cobiça e as maquinações para tentar devolver estabilidade ao combalido sistema econômico norte-americano.

Redação com Reuters |

Obama nomeou a experiente Mary Schapiro como presidente da SEC (Securities and Exchange Comission, órgão regulador dos mercados de capitais dos EUA), e Gary Gensler para dirigir a CFTC (Comissão de Mercado Futuro de Commodities). O presidente-eleito disse que irá encarregá-los de uma ampla reformulação do sistema regulatório financeiro.

"Esses indivíduos ajudarão a colocar em vigor novas regras, com bom-senso, para proteger investidores, consumidores e toda a nossa economia das fraudes e manipulações de alguns poucos irresponsáveis", disse Obama a jornalistas em Chicago.

"Essas regras vão recompensar o iniciativa e o espírito empreendedor, que sempre foram o motor da nossa prosperidade, e reprimir a cultura da cobiça e as maquinações que nos levaram a este dia do juízo."

Obama também nomeou Daniel Tarullo, professor de Direito da Universidade Georgetown, para preencher uma das vagas no conselho do Federal Reserve (o Fed, banco central dos EUA).

A SEC, criada depois do "crash" da Bolsa em 1929 para policiar os mercados e restaurar a confiança dos investidores, está sob fortes críticas depois do colapso do setor financeiro e de escândalos em Wall Street que expuseram falhas na supervisão.

Depois da quebra dos bancos Bear Stearns e Lehman Brothers, parlamentares disseram que a agência, encarregada de monitorar empresas de capital aberto, deveria ter detectado os problemas anteriormente.

As críticas se intensificaram com uma fraude de investimentos no valor de 50 bilhões de dólares -- uma das maiores da história -- supostamente realizada ao longo de muitos anos por Bernard Madoff, ex-presidente da Nasdaq.

"Dormimos no ponto. Não só algumas das agências reguladoras, mas algumas das comissões parlamentares que deveriam estar vendo essas coisas", disse Obama, que toma posse em 20 de janeiro e prometeu iniciar imediatamente a reformas dos regulamentos. Ele disse também que provavelmente haverá a fusão de algumas agências reguladoras.

Alguns parlamentares defendem a fusão da SEC com a Comissão do Mercado Futuro de Commodities, que supervisiona contratos futuros de compra de petróleo, café, açúcar e outras matérias-primas.

Novo século

"Vamos ter de fortalecer enormemente o nosso aparato regulador, e atualizá-lo do que funcionava no sistema financeiro do século 20 para um que funcione no sistema financeiro do século 21", disse Obama aos jornalistas.

"Acho que o povo norte-americano neste momento se sente frustrado de que não haja muita supervisão adulta por aí", afirmou.

Schapiro atualmente é a executiva-chefe da Autoridade Reguladora do Setor Financeiro, que na verdade é um órgão auto-regulador. Foi comissária da SEC durante seis anos e em 1994, no governo de Bill Clinton, foi nomeada presidente da CFTC.

Advogada, ela pertence ao conselho de direção das empresas Duke Energy Corp e Kraft Foods. Se confirmada pelo Senado, ela substituirá o republicano Christopher Cox, nomeado pelo presidente George W. Bush.

Gensler foi sócio da Goldman Sachs por uma década e, no governo Clinton, ocupou o cargo de subsecretário do Tesouro.

Tarullo, 57 anos, foi assessor de Clinton para questões de economia internacional, e também vinha dando consultoria econômica a Obama. Ele substituirá Randall Kroszner, cujo mandato de diretor do Fed termina em janeiro. O novo presidente ainda terá duas vagas na direção do Fed para preencher.

Obama pretende praticamente concluir a montagem do seu ministério até o final da semana. No sábado, deve embarcar com a família para férias no Havaí.

Uma fonte familiarizada com a transição disse que Obama escolheu o ex-prefeito de Dallas Ron Kirk, sócio da empresa de advocacia texana Vinson and Elkis, para o cargo de representante comercial dos EUA.

Fontes disseram também que ele indicará a deputada democrata Hilda Solis como secretária do Trabalho, e o deputado Ray LaHood para a pasta dos Transportes. LaHood é republicano, mas tem forte ligação com Obama, inclusive pelo fato de ambos terem base política em Illinois.

Esses anúncios devem ser formalizados na sexta-feira.


Leia mais sobre Obama

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG