Obama promete empregos e punição a empresas na Virgínia

Washington, 20 ago (EFE).- O candidato democrata Barack Obama começou hoje uma viagem pela Virgínia com promessas de milhões de empregos com proteção sindical e o fim dos incentivos fiscais a companhias que abrem novas vagas no exterior.

EFE |

Obama iniciou uma viagem de dois dias por ônibus pela Virgínia, um estado que pode ser decisivo nas eleições Presidenciais de 4 de novembro.

Em Lynchburg, Obama pediu que os eleitores votem levando em conta sua realidade econômica, e não a biografia dos candidatos.

Além disso, o candidato democrata afirmou que seu rival republicano, John McCain, "simplesmente não entende os problemas econômicos enfrentados pelos americanos".

"Vocês estão em uma situação melhor do que há quatro anos? Estão melhor do que há oito anos? Se não estão, então por que diabos iriam querer fazer a mesma escolha?", enfatizou.

Obama dedicou boa parte de seu discurso a criticas à Guerra do Iraque e a um plano de criação de empregos nos EUA, que atravessam um arrefecimento econômico.

O democrata afirmou que em vez de gastar dinheiro na reconstrução iraquiana, os EUA deveriam investir "em cidades como Martinsville, na Virgínia, para que as pessoas voltem a trabalhar", e em melhoras da infra-estrutura do estado.

O senador por Illinois aproveitou a ocasião para insistir em que uma vitória de McCain daria continuidade à política econômica do Governo Bush.

Acrescentou que não se devem oferecer incentivos fiscais a empresas que transferem seus empregos ao exterior pela mão-de-obra mais barata.

"Devemos dar incentivos tributários às empresas que ficam aqui", ressaltou Obama. EFE mp/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG