Obama promete divulgar lista de visitantes da Casa Branca

WASHINGTON - Evidenciando uma mudança de política, o presidente Barack Obama disse nesta sexta-feira que a Casa Branca vai divulgar os nomes da maioria de seus visitantes para satisfazer aos grupos que exigem saber quais lobistas podem estar tentando influenciar as políticas de governo. Até agora a sede do atual governo havia seguido a costume de outros presidentes de manter em segredo os nomes dos visitantes.

Reuters |

Ao longo dos anos, esta prática desencadeou processos de organizações que desejam saber quem se encontra com o presidente e se as autoridades da Casa Branca examinam se os lobistas estão influenciando a pauta em questões como saúde pública e energia.

"Pela primeira vez na história, os arquivos dos visitantes da Casa Branca serão divulgado ao público com regularidade", disse Obama em um comunicado. "Os norte-americanos têm o direito de saber quais vozes estão sendo ouvidas no processo de criação de políticas", acrescentou.

Sob a nova diretriz, a cada mês registros de visitantes da Casa Branca nos 90 a 120 dias anteriores serão disponibilizados na internet. Dezenas de milhares de pessoas visitam a residência oficial e escritório do presidente todos os meses.

A nova diretriz não incluirá "um pequeno número de encontros que não podem ser revelados por imperativos de segurança nacional ou por sua natureza necessariamente confidencial (como a visita de um possível indicado à Suprema Corte)", disse a Casa Branca.

Um grupo de vigilância chamado Cidadãos pela Responsabilidade e Ética (CREW, na sigla em inglês) abriu quatro ações em busca da lista de visitantes.

"Disponibilizar o acesso público ao registro de visitantes é um passo importante para restabelecer a transparência e a responsabilidade em nosso governo", disse a diretora-executiva do CREW, Melanie Sloan.

Leia mais sobre Casa Branca

    Leia tudo sobre: casa branca

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG