Obama promete apoio a Israel durante visita a Jerusalém

Por Caren Bohan JERUSALÉM (Reuters) - O candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, iniciou uma visita a Jerusalém na quarta-feira (horário local) prometendo um firme apoio a Israel e dizendo que, se eleito, trabalhará para revigorar o processo de paz no Oriente Médio.

Reuters |

Como parte de uma viagem ao exterior destinada a fortalecer as credenciais de sua política externa, Obama se encontrará com o primeiro-ministro de Israel, Ehud Olmert, o presidente Shimon Peres e o líder oposicionista Benjamin Netanyahu, além de outras autoridades.

'A idéia mais importante que eu quero reafirmar é a relação histórica e especial entre os Estados Unidos e Israel, algo que não pode ser quebrado', disse Obama depois de aterrissar no aeroporto Ben Gurion, na noite de terça-feira.

Obama, que enfrenta o republicano John McCain nas eleições de novembro, luta para superar desconfianças entre alguns eleitores judeus nos Estados Unidos sobre a intensidade de seu comprometimento com Israel.

Mas ele também decepcionou alguns líderes palestinos ao afirmar no mês passado que Jerusalém deveria ser a capital indivisa de Israel.

Palestinos querem que o lado oriental de Jerusalém, tomado por Israel em 1967, seja a capital de seu futuro Estado. Obama afirmou posteriormente ter se expressado mal ao fazer o comentário.

O itinerário do candidato democrata, senador por Illinois, inclui ainda uma visita à ocupada Cisjordânia para encontrar-se com o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, e o primeiro-ministro palestino Salam Fayyad.

REUTERS FM

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG