Obama prepara festa eleitoral; Hillary ainda tenta estragá-la

Washington - Barack Obama dará um grande passo para vencer a disputa pela indicação presidencial do Partido Democrata depois das primárias de Oregon e Kentucky nesta terça-feira, embora Hillary Clinton ainda lute para estragar a festa do rival.

Reuters |

A julgar pelas pesquisas, depois dessas prévias, Obama não poderá mais ser superado por Hillary em número de delegados eleitos para a convenção democrata de agosto, que escolherá o candidato do partido à Casa Branca.

O senador ainda ficará a uma distância de 50 a 75 delegados dos 2.026 que lhe dariam a maioria na convenção. Mas espera que o expressivo placar dos delegados eleitos lhe garanta também o apoio dos chamados 'superdelegados', dirigentes partidários e ocupantes de cargos eletivos que podem votar em quem quiserem.

'Uma clara maioria de delegados eleitos passará um recado inconfundível -- o povo falou, e está pronto para a mudança', disse o chefe de campanha de Obama, David Plouffe, em e-mail a simpatizantes.

Mas Hillary insiste em não abandonar a disputa, que ainda vai até 3 de junho, com outras três votações depois de terça-feira.

'Isso aqui não vai acabar tão cedo, porque vamos continuar brigando pela indicação', disse ela em comício em Prestongsburg, no Kentucky.

A senadora disse que os superdelegados deveriam reconsiderar a disputa, pois ela seria uma candidata mais forte do que Obama na eleição de novembro contra o republicano John McCain. O fato de ela ter superado Obama em Estados grandes, como Pensilvânia e Ohio, sugere que ela teria uma base de apoio mais ampla que seu rival, de acordo com ela própria.

No comício, ela citou uma análise feita por Karl Rove, ex-assessor político do governo Bush, segundo a qual Hillary teria mais chances do que Obama em novembro.

Obama é favorito no Oregon, onde as pesquisas lhe dão uma vantagem entre 4 e mais de 10 pontos percentuais. No Kentucky, Hillary é favoritíssima. Juntos, os dois Estados elegem 103 delegados na terça-feira.

A votação no Kentucky termina às 19h (20h em Brasília). No Oregon, os votos pelo correio serão recebidos até as 20h (0h em Brasília). Os resultados saem logo em seguida.

Nas últimas semanas, os superdelegados vêm se bandeando em massa para a candidatura de Obama, seguindo a tendência do eleitorado.

O senador vai celebrar os resultados de terça-feira num comício em Iowa, onde ele venceu a primeira disputa desta temporada, em 3 de janeiro.

Contagem da MSNBC dá a Obama 1.901 delegados, contra 1.724 de Hillary. Na segunda-feira, ele recebeu o apoio de mais cinco superdelegados, inclusive o senador Robert Byrd.

Leia também:

Leia mais sobre: eleições nos EUA

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG