Obama pode autorizar viagens familiares a Cuba (imprensa)

O presidente americano, Barack Obama, pretende aliviar sanções econômicas contra Cuba, ao permitir que cubano-americanos possam visitar seus familiares na ilha quantas vezes quiserem e enviar-lhes ajuda financeira sem restrições, indicou a edição de sexta-feira do Wall Street Journal.

AFP |

Ao citar um alto funcionário sob condição de anonimato, o jornal indicou que as novas regras, que o presidente pode adotar sem aprovação do Congresso, envolverão 1,5 milhões de americanos que têm famílias em Cuba.

Antes de o jornal dar a notícia na edição on-line, oito legisladores americanos, todos democratas, chegaram a Havana para discutir relações bilaterais.

O jornal esclareceu que Obama não tem intenções de suspender o embargo econômico contra a ilha, medida que requer luz verde do Congresso.

Vários especialistas em Cuba acreditam que o anúncio americano coincide com a proximidade da Cúpula das Américas, que será realizada este mês em Trinidad e Tobago.

mk/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG