Obama planeja visitar Europa e Oriente Médio em breve

Por John Whitesides WASHINGTON (Reuters) - Visando aumentar seu conhecimento sobre política externa, o candidato democrata à Casa Branca, Barack Obama, viajará para a Europa e para o Oriente Médio para avaliar assuntos como terrorismo e proliferação nuclear, informaram neste sábado membros de sua campanha.

Reuters |

A viagem à França, Alemanha, Grã-Bretanha, Jordânia e Israel ocorrerá antes da convenção do Partido Democrata, no final de agosto, quando Obama será indicado para encarar o republicano John McCain na eleição presidencial de novembro.

Obama também planeja ir ao Iraque e ao Afeganistão em breve como parte de uma delegação do Congresso, mas sua campanha não confirma essas visitas como parte da mesma viagem e não quer divulgar as datas exatas de tais compromissos.

Obama, senador pelo estado de Illinois em seu primeiro mandato, se encontrará com líderes estrangeiros em um esforço para melhorar suas credenciais sobre política externa depois de ter sido criticado por McCain sobre esse tema.

McCain, um ex-prisioneiro de guerra no Vietnã e grande defensor da Guerra do Iraque, questionou a capacidade de Obama de ser comandante das forças armadas e sua vontade de conversar, sem precondições, com líderes de nações estrangeiras hostis.

'Essa viagem será uma importante oportunidade para eu avaliar a situação em países que são críticos para a segurança nacional norte-americana, e consultar alguns amigos e aliados sobre os desafios em comum que enfrentamos,' disse Obama em comunicado.

'Essa será uma importante oportunidade de ter uma troca de pontos de vista com líderes desses países sobre esses e outros assuntos que são cruciais para a segurança nacional norte-americana e global no século 21,' acrescentou.

A visita a Israel pode ajudar Obama a se aproximar do eleitorado judeu, que tem manifestado frieza à sua candidatura.

Sua viagem à Europa dará a ele uma oportunidade de testar o que ele promete ser uma nova e mais aberta política diplomática se ele for eleito à Casa Branca.

'França, Alemanha e Reino Unido são membros-chave da aliança transatlântica e contribuíram para a missão no Afeganistão. Eu quero discutir como podemos fortalecer nossa parceria nos próximos anos,' afirmou Obama.

McCain e seus aliados republicanos têm repetidamente criticado Obama por ele não ter feito uma visita recente ao Iraque e visto as condições com os próprios olhos. O democrata apóia a retirada das tropas norte-americanas do país dentro de 16 meses.

Obama realizou sua única viagem ao Iraque em janeiro de 2006. McCain, senador pelo Arizona, esteve no país em março e já visitou o Iraque oito vezes. O republicano planeja viajar ao México e à Colômbia na próxima semana.

Obama visitou soldados norte-americanos feridos no Iraque neste sábado durante visita a um centro médico do Exército em Washington.

(Edição de Eric Walsh)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG