Obama pensou que livro dado de presente era de autoria de Chávez

Port of Spain (Trinidad e Tobago), 18 abr (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, achou que o livro que Hugo Chávez entregou-lhe hoje como presente tinha sido escrito pelo chefe de Estado venezuelano.

EFE |

"Pensei que fosse um dos livros de Chávez", disse Obama, que acrescentou que ia dar ao colega um dos que escreveu.

Num encontro cordial antes de uma das sessões da Cúpula das Américas, o presidente americano voltou a apertar mão do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, a quem cumprimentou com um amistoso "Como estás?".

Chávez, que estava sentado numa das extremidades da mesa da reunião de líderes da União da América do Sul (Unasul), levantou-se para entregar ao colega americano o livro "As Veias Abertas da América Latina", do uruguaio Eduardo Galeano.

Um alto funcionário do Governo americano não quis confirmar se Obama deve ler o livro que, de forma cronológica e por meio de relatos curtos, fala dos abusos cometidos pelos colonizadores europeus e dos saques que a América Latina e o Caribe sofreram ao longo dos séculos.

"O presidente é um homem que lê muito, mas não sei quais serão suas prioridades em sua lista de leituras pendentes", disse o funcionário.

O chefe de Estado americano é autor de dois livros, escritos antes de sua chegada à Casa Branca: "Dreams From my Father", uma autobiografia escrita aos 34 anos, e o volume de ensaios "The Audacity of Hope". EFE mv/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG