WASHINGTON - O presidente norte-americano, Barack Obama, pediu aos líderes do Congresso uma verba adicional de US$ 1,5 bilhão nesta terça-feira para aumentar a resposta dos Estados Unidos ao surto de gripe suína.


"Por uma abundância de cautela, peço ao Congresso para incluir no pedido de receita suplementar do ano fiscal de 2009, que eu enviei no início deste mês, US$ 1,5 bilhão para aumentar a capacidade da nossa nação de responder à potencial disseminação deste surto", disse o presidente em carta aos líderes do Congresso.

O porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, disse que os fundos poderão ser usados na criação de um estoque de remédios antivirais, no desenvolvimento de uma vacina, no apoio à resposta da saúde pública norte-americana ao surto e na ajuda a organizações internacionais na prevenção de sua propagação.

64 casos

O Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC) disse nesta terça-feira que foi confirmado um total de 64 casos de gripe suína no país.

O site do CDC informou que no novo total estão incluídos 10 casos na Califórnia, 2 no Kansas, 45 em Nova York, 1 em Ohio e 6 no Texas. O anúncio não incluiu um outro caso relatado por autoridades do Estado da Indiana.

O governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, declarou estado de emergência devido à doença. Segundo comunicado divulgado por assessores, não há "nenhum motivo sério de preocupação" até o momento, mas o governador quer "limitar a propagação da gripe suína".

Leia também:

Entenda a gripe suína:

Gripe suína no Brasil

Gripe suína e a economia

Leia mais sobre: gripe suína

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.