Obama pede que Bush atue com rapidez para salvar indústria automobilística

WASHINGTON - O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu a George W. Bush que atue imediatamente para salvar a indústria automobilística de Detroit da quebra e ajude a economia em termos mais amplos.

EFE |

Obama se reuniu nesta segunda-feira com Bush na Casa Branca durante uma visita que se prolongou por duas horas e que se enquadrou dentro do processo da transferência de poder.

Segundo o jornal "The Wall Street Journal", durante o encontro Obama abordou com Bush a precária situação do setor automobilístico americano e lhe pediu que atue com rapidez para evitar uma piora dessa indústria.

O pedido do presidente eleito acontece em um momento no qual o Congresso começou a se movimentar para garantir à indústria automobilística de Detroit acesso aos fundos federais do plano de resgate de US$ 700 bilhões do Governo.


Obama e Bush conversam na Casa Branca / AP

O senador Carl Levin, de Michigan, disse hoje que está elaborando uma lei, que espera ser aprovada rapidamente pelo Congresso, prevendo a liberação de fundos do plano de resgate multimilionário para salvar as empresas automobilísticas de Detroit da quebra.

Enquanto Obama estava reunido com Bush no Salão Oval e sua esposa, Michelle, era guiada pelos salões da Casa Branca pela primeira-dama, Laura Bush, o chefe para a transição do presidente eleito, John Podesta, manteve um encontro com o chefe de gabinete do atual presidente, Joshua Bolten.

Os assessores de Obama falaram com líderes do Congresso antes da reunião de hoje na Casa Branca para abordar duas questões: como Washington pode ajudar de maneira imediata o setor automobilístico e se as duas câmaras podem aprovar em uma sessão da próxima semana um novo plano de estímulo econômico.

Leia mais sobre Obama

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG