Washington, 1 set (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu hoje a seus compatriotas que se vacinem contra a nova gripe e os incentivou a seguir medidas simples, mas efetivas, como lavar as mãos frequentemente e ficar em casa se estiverem doentes.

"Não quero que ninguém se alarme, mas quero que todo mundo se prepare", afirmou Obama, em declarações na Casa Branca acompanhado pela secretária de Saúde americana, Kathleen Sebelius, e da secretária de Segurança Nacional, Janet Napolitano.

Obama disse esperar que o programa de vacinação comece em breve.

"Este programa é totalmente voluntário, mas o recomendamos firmemente", disse o líder.

Cerca de 500 pessoas morreram nos EUA por causa da nova gripe, dos mais de 2 mil que morreram em nível mundial.

Da mesma forma que a gripe comum, a nova gripe é transmitida através de tosses e espirros de pessoas doentes, por isso Obama pediu que os cidadãos cubram o rosto toda vez que espirrarem.

"Cubram o espirro com a manga (da blusa), não com as mãos, e tomem todas as precauções necessárias para se manter saudáveis", afirmou Obama.

A Casa Branca divulgou hoje uma nova campanha para prevenir a nova gripe entre as crianças que utilizará o popular personagem Elmo da Vila Sésamo.

A campanha de quatro anúncios diz às crianças, um dos grupos mais vulneráveis frente à nova gripe, que fiquem "felizes e saudáveis", lavando as mãos com frequência, evitando esfregar os olhos, a boca e o nariz. EFE tb/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.