Obama pede que americanos se vacinem contra gripe

Washington, 1 set (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu hoje a seus compatriotas que se vacinem contra a nova gripe e os incentivou a seguir medidas simples, mas efetivas, como lavar as mãos frequentemente e ficar em casa se estiverem doentes.

EFE |

"Não quero que ninguém se alarme, mas quero que todo mundo se prepare", afirmou Obama, em declarações na Casa Branca acompanhado pela secretária de Saúde americana, Kathleen Sebelius, e da secretária de Segurança Nacional, Janet Napolitano.

Obama disse esperar que o programa de vacinação comece em breve.

"Este programa é totalmente voluntário, mas o recomendamos firmemente", disse o líder.

Cerca de 500 pessoas morreram nos EUA por causa da nova gripe, dos mais de 2 mil que morreram em nível mundial.

Da mesma forma que a gripe comum, a nova gripe é transmitida através de tosses e espirros de pessoas doentes, por isso Obama pediu que os cidadãos cubram o rosto toda vez que espirrarem.

"Cubram o espirro com a manga (da blusa), não com as mãos, e tomem todas as precauções necessárias para se manter saudáveis", afirmou Obama.

A Casa Branca divulgou hoje uma nova campanha para prevenir a nova gripe entre as crianças que utilizará o popular personagem Elmo da Vila Sésamo.

A campanha de quatro anúncios diz às crianças, um dos grupos mais vulneráveis frente à nova gripe, que fiquem "felizes e saudáveis", lavando as mãos com frequência, evitando esfregar os olhos, a boca e o nariz. EFE tb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG