Obama pede para Gbagbo renunciar ao poder na Costa do Marfim

Obama pede saída para evitar onda de violência e prevê mais isolamento diplomático e econômico do país

EFE |

O presidente americano, Barack Obama, pediu ao polêmico líder da Costa do Marfim, Laurent Gbagbo, que se negou a deixar o poder depois das eleições de novembro, para renunciar e evitar mais violência. "As eleições do ano passado foram livres e justas, e o presidente Alassane Ouattara é o líder democraticamente eleito da nação", disse Obama. Em mensagem de vídeo dirigida à Costa do Marfim, divulgada na noite desta sexta-feira (25), o líder americano pediu sua renúncia para interromper a violência no país pelos enfrentamentos entre partidários de Gbagbo e do opositor Ouattara, que deixaram centenas de mortos.

A Comissão Eleitoral Independente (CEI) considerou Ouattara vencedor do pleito de 28 de novembro, que foi reconhecido pela ONU e pela comunidade internacional. Obama advertiu que, se Gbagbo não renunciar haverá "mais violência, mais civis inocentes feridos e mortos, e mais isolamento diplomático e econômico".

O presidente pediu a Gbagbo que siga o exemplo de outros líderes que rejeitaram a violência, que segundo o Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (Acnur) causou entre 700 mil e um milhão de deslocados e 500 mortes.

Falando diretamente à população da Costa do Marfim, Obama pediu um futuro "cheio de esperança e não de medo", ao mesmo tempo em que ressaltou que os marfinenses merecem líderes que possam restaurar seu lugar na comunidade internacional. "Vocês têm um passado de dar orgulho após ganhar a independência superando uma guerra civil, agora têm a oportunidade de realizar um futuro".

Na sexta-feira, França e Nigéria apresentaram perante o Conselho de Segurança da ONU um projeto de resolução sobre a Costa do Marfim. Entre os solicitações, os países pediram a aplicação de sanções contra Gbagbo, sua esposa Simone, e vários membros de seu gabinete.

    Leia tudo sobre: Costa do MarfimObama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG